Dicas para quem está começando no GTD

5
2800

Se você fez o curso dos Fundamentos, iniciou a instalação pela série ou está começando sozinho, este é um post com algumas dicas adicionais que podem complementar o seu uso da metodologia.

  • Alguns princípios são super chave na metodologia e você pode aplicar de imediato, e são básicos: ter uma caixa de entrada na sua mesa, usar a Regra dos 2 Minutos, aprender como esclarecer o que você captura, criar uma lista de Assuntos a Tratar. Tudo isso, de cara, vai ter um impacto enorme na sua produtividade.
  • Escolha as ferramentas iniciais e teste-as durante um tempo. Não fique toda hora mudando de ferramenta! Isso vai te atrapalhar muito!
  • Integre o GTD tanto na sua vida pessoal quanto na vida profissional. Não adianta fazer em só uma das duas!
  • Exercite o hábito de capturar as coisas quando vierem à sua mente, sempre que se lembrar de algo que precisa fazer ou não pode esquecer. Não fique “segurando” as coisas na mente.
  • Comece a ser mais criterioso(a) sobre o que entra na sua vida ou não, evitando deixar entrar coisas que você nem quer, em primeiro lugar. A vida é curta.
  • Organize seu espaço de trabalho. Faz muita diferença ter uma mesa com caixa de entrada e suprimentos que te apoiem no dia a dia, sem ter que precisar levantar para pegar uma caneta ou deixar de arquivar algo apenas porque não tem pasta suficiente.
  • Trabalhe para ter um bom sistema de referência pessoal sempre, que te servirá como consulta. Isso é algo contínuo, que sempre poderá ser melhorado.
  • Releia o livro do GTD a cada 3 ou 4 meses. Novos aprendizados e percepções surgirão. Lembre-se: é uma habilidade para toda a vida.

PLUS -Se você fez o curso

  • Vale a pena instalar as ferramentas em no máximo duas semanas depois do curso, para você aproveitar as informações que estão fresquinhas na sua mente.
  • Esclareça tudo o que restou no seu livreto do Pontapé Inicial, do dia do curso.
  • Fique em contato com outros participantes para troca de ideias e experiências.
SHARE
Previous articleRevisão Semanal #1
Next articleCurso de GTD em São Paulo dia 20/1
Thais Godinho é GTD Master Trainer no Brasil pela Call Daniel, franquia brasileira do método GTD.

5 COMMENTS

  1. Mais algumas dicas: Também é bom que saibam o impacto causado pela escolha entre verbos de ação e projeto. Que as ações sejam claras e objetivas para que a pessoa saiba, apenas lendo, tudo o que tem que fazer. Investir no entendimento do planejamento natural e saber onde ficam as próximas ações: Dentro de contextos, não dentro de projetos.

  2. Oi Tais. Faz tempo que uso GTD. Li o livro faz uns 2 anos e acompanho seu blog. No entanto estou aprendendo coisas novas com sua série de vídeos rolando agora no YouTube. Compreendi alguns pontos do método e percebi que havia entendido outros de modo equivocado. No início da série fiquei com preguiça de reinstalar meu sistema, mas as descobertas a que me referi tornaram IMPOSSÍVEL não fazer a reinstalação. Instituí o uso de um fichário pequeno para manter as listas de projetos e algum dia/talvez, tirando essas listas do OmniFocus (aplicativo que voltei a usar ano passado). Isso fez uma diferença enorme no meu foco para realizar as tarefas! Muito obrigada! Bjs

  3. Resolução para 2018: aprender sobre o GTD! Comprei o livro do David que chegou hoje. É o melhor começo a leitura do livro? Agradeço dicas!

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here